Beijo Venenoso

Era meia noite de sábado, eu aguardava no meu velho salão que mais parecia cenário de filme de terror: uma cadeira bamba, carcomida por cupins, janelas ruidosas emolduradas por cortinas bordadas por teias de aranhas. Lá fora, chuva torrencial seguidas por trovões. Meu coração, gélido, esperava por você. Os segundos eram lentos comparados a meu ritmo cardíaco. É chegada a hora clímax: você, e sua perfeição incompreensível adentram o salão sombrio. Você grita meu nome, “Melanie!”. Eu tinha certeza que você viria, afinal, era louco por mim. Toco pela última vez seus lábios de mel com um beijo venenosamente suave, em seguida, rogo-lhe meu feitiço. Seus olhos cor de água marinha estreitam-se, um ruído incompreensível sai do fundo de seus pulmões. Deixo agora a missão em suas mãos.

“Não sei o que aconteceu comigo, só me recordo que a partir daquele sábado chuvoso não sou mais o mesmo. Sinto em abandonar vocês, que tanto me amaram, mas lutar contra o amor é burrice. Sinto que Melanie é a mulher da minha vida, e agora preciso de um tempo só com ela. Por favor, compreendam-me, com amor, Max.”

Domingo, uma e meia da manhã: o corpo de Max é encontrado pela polícia na beira da estrada que levava ao Salão dos Magori. Alguns dizem que, até hoje, quem passa por ali, pode escutar uma misteriosa risada feminina vinda de algum lugar desconhecido. Já dizia o velho ditado: “Há pessoas que se envolvem com quem não devem, outros se envolvem com quem nunca deveria ter existido”.

1 comentários:

Algo de mim 13 de setembro de 2010 21:52  

aaaaaaaaaah fiquei com medo.
gosto de textos que causam impacto forte no leitor.
tipo esse.
parabéns.
e adorei a escolha de nomes! adoro nomes meio americanos hahaha

About this blog


Não há sentido em decifrar o que há dentro de cada um. Cada cenário diz respeito apenas ao ator que o utiliza como meio de brilhar, imaginar, como ferramenta para existir dento de si.

Aline Ribeiro Cunha.

About Me

"O coração da mulher é assim; parece feito de palha, incendeia-se com facilidade, produz muita fumaça, mas em cinco minutos é tudo cinza que o mais leve sopro espalha e desvanece." Manuel Antônio de Almeida

Curtiu? Entra aí (:

Recent News

enjoy